Diário

O barbudo irresistível…

Difícil descrever a química que rola com esse homem.

Ainda vestidos, fomos para o sofá e ficamos de conchinha, ele beijando meu pescoço, eu roçando a bunda no seu pênis duro ainda escondido na calça. Coloquei seu pau para fora e apalpei.

Aos poucos fomos nos despindo… Iniciei o oral e seus gemidos faziam com que eu mamassse cada vez mais.

Continuamos de ladinho, levei seu membro até minha bunda, e ele encaixou aos poucos. Doeu um pouquinho até colocar por completo, mas era um misto de dor e tesão, eu não queria parar. Ficamos ali alguns minutos, levei seu dedo até minha ppk e introduzi, enquanto isso, ele devorava minha bunda. Foi difícil controlar e ele acabou explodindo… Não sei quanto tempo durou, só lamento ter acabado.

Gosto de encontros que fogem do tradicional. Foi com ele que estive no parque da cidade recentemente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.