Diário

O jovem Advogato!

Acho que é impossível não rolar química com ele, pois é um gentleman, além de saber conduzir uma foda maravilhosamente bem.

Embarquei num oral demorado, passando a língua por cada milímetro do seu pau, e pensem num pau grande e gostoso…

Me fez um oral com maestria, até tentei gozar, mas sem sucesso, eu já havia gozado mais cedo.

Nossos corpos se encaixaram perfeitamente numa cavalgada, subi e fui descendo bem lentamente, e aos poucos minha ppk devorou todo seu pau. Ora eu rebolava, ora cavalgava, ele apertava meu quadril e nossas bocas se tocavam.

Peguei o vibro clitoriano…

“Safada, você quer gozar no meu pau”…

E como eu queria…

Deitei-me de costas sobre seu peito e nos perdemos ali. Conduzi do meu jeito até senti-lo gozar.

Nosso segundo tempo foi mais intenso, acabei exigindo mais dele, pois gosto de fazer um anal numa pegada hard.

Geralmente tenho dificuldade em começar o anal ao ficar d4, mas com ele fluiu bem. Foi colocando devagar, seguiu minha orientação, e em pouco tempo meu rabo já havia engolido todo seu pau. Ficamos alguns longos minutos num vai e vem bem frenético . Ele acabou dando sinal de cansaço e então partimos para o manual.

Consegui deixá-lo rijo novamente ao fazer o oral e iniciei uma punheta mais rápida.

“Posso gozar nos seus peitos??

Faça os movimentos bem devagar agora… Assim, desse jeito…”

E nesse momento ele jorrou e acabou me dando um delicioso banho de porra.

Adorei tudo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *